Drogas sintéticas, vidas abreviadas

Raves, baladas e festivais por todo o universo são a grande sensação para a maioria dos jovens e adolescentes. Fumaça colorida, fantasias, máscaras, luzes e muito beat garantem curtição por horas e horas. Mas o que os mantém “ligados” por tanto tempo durante estas festas?

Seria uma diversão gostosa e sadia se houvesse sobriedade, porém a influência dos entorpecentes leva a juventude a passar dos limites da diversão até colocar suas vidas em risco pelo consumo excessivo de energéticos, álcool e drogas.

A busca pela alegria é extremamente saudável na adolescência. Estar junto com os amigos, dar risada, paquerar, dançar, curtir o momento, faz parte da vida e em nada prejudica a índole de um jovem. Estranho pensar num jovem que não gosta de barulho, não deseja passear e viver os anseios de sua idade, próprio do organismo que está se desenvolvendo, na sede de conhecer o mundo e sentindo em seu corpo as mudanças físico-hormonais.

Mas é triste pensar que exatamente nestes momentos de alegria que se infiltra o mal. Na ilusão, os jovens pensam que se tornam mais fortes e “aceitáveis” se fazem o que faz a maioria, deixando-se levar pelos hábitos ruins que denigrem sua moral, saúde e por consequência suas famílias.

Um fator de perigo alarmante para os jovens, principalmente os que frequentam as festas, são as DROGAS SINTÉTICAS.

São drogas produzidas a partir de elementos químicos altamente tóxicos e mortais ao ser humano, com ação no sistema nervoso central. São misturas não controladas por orgãos de análise, que tentam driblar a lei e são disponibilizadas ao público sem controle e segurança alguma. Suas fórmulas não incluem nada de natural ou orgânico e para que circulem rapidamente garantem efeitos alucinógenos imediatos a baixo custo, expondo os consumidores ao risco de morte. Substancias como anfetaminas, LSD, GHB, ecstasy, anabolizantes, ice, quetamina, inalantes, efedrina, poppers, são alguns dos venenos consumidos atualmente. Na ânsia de estimular ou deprimir, podem produzir reações graves no organismo como surtos psicóticos, lesões cerebrais e morte imediata.

As drogas sintéticas são a soma de elementos químicos extremamente agressivos ao organismo humano, que hoje sustentam o tráfico e matam milhares de jovens pelo mundo.

Nosso corpo é dádiva de Deus, precisa de cuidados e proteção. É um atentado contra si mesmo o consumo de qualquer droga. Um dia daremos conta ao Senhor sobre a maneira que tratamos este organismo tão perfeito que Ele disponibilizou temporariamente a nós.

Precisamos prevenir os jovens dos males das drogas sintéticas e todas as outras drogas. Quando crianças e adolescentes tiverem acesso à destruição causada pelos entorpecentes nas famílias, saberão que devem fugir deste caminho quase sem volta.

Se você é jovem e busca diversão, saiba que você pode curtir sem drogas. Pode ser feliz e viver intensamente cada momento sem colocar sua vida em risco. Pense sempre no valor da sua vida, que é única, e na sua importancia para a sua família.

DROGAS SINTÉTICAS – Abreviar a vida não é inteligente.

Faça um comentário