Os 3 principais desafios do músico católico

Ei! Que bom você por aqui. Seja sempre bem-vindo.

Você pode ser cantor, músico, ministro de louvor, nenhuma das alternativas ou tudo isso junto.


Em qualquer perfil acima que se encaixe, você está entre o número dos chamados a realizar a obra espetacular da evangelização, de atrair almas para Deus através do seu dom. Existe em seu peito, assim como no meu, uma chama acesa que não se apaga e nos atrai o tempo a colocar-se a serviço da igreja, a serviço do povo de Deus. Mas para isso você precisa estar disposto a enfrentar os desafios do músico católico.

Este serviço parece simples e encantador, pois é cheio da beleza divina da qual nosso povo é muito sedento. Porém realizar com eficácia o “Ministério da Música” dentro das diversas realidades da igreja não é fácil.

Vou aqui enumerar os 3 principais desafios que enfrentamos na igreja a partir do momento que damos os primeiros passos no serviço ministerial:

O primeiro desafio é conseguirmos oportunidade de nos inserirmos na pastoral da música; nem sempre somos bem-vindos como um novo membro; existem sempre aqueles servos antigos que fecham as portas e que com medo de perder posição rugem como cães prestes a perder o osso.

O segundo desafio é termos estrutura mínima na comunidade para o serviço pastoral musical; falta material humano e faltam equipamentos e estrutura para produzir canção. Me refiro a equipamentos, local de ensaio, acústica e demais necessidades.

E o terceiro desafio é estabelecermos uma relação frutífera com o nosso pároco, pois sendo o líder da comunidade ele precisa estar disposto a auxiliar os ministros de música com investimentos, formação e apoio. Nem sempre temos esta parceria do sacerdote para implementarmos a evangelização.

Faça um comentário